Você sabia que não basta apenas checar os telefones e endereços fornecidos pelo cliente? E que os golpistas sempre utilizam CPF/CNPJ “limpos” junto aos órgãos oficiais de proteção ao crédito para aplicar o golpe? Para golpes bem sucedidos, os fraudadores precisam também falsificar os documentos, na maioria das vezes.

Consultar somente o CPF não é garantia de venda segura.

Esta função representa a solução mais simples, ágil e prática em informações cadastrais a respeito de clientes com dados duvidosos. Se você quer ter certeza de que as informações fornecidas pelo seu cliente são verídicas use esta tela.